terça-feira, 24 de abril de 2012

Coisas que nunca podemos fazer só!

Dário José
Chen Wei-yi - 2010 

A cantora brasileira Fafá de Belém já declarou, em algum momento da sua vida, que estava casada consigo mesma. Em 2010 uma jovem taiwanesa Chen Wei-yi, na época com 33 anos, convidou os amigos para a celebração do seu próprio casamento. (http://www.jacasei.com.br/noiva-taiwanesa-realiza-comemoracao-para-casar-consigo-mesma.htm). À imprensa tentou explicar o gesto da moça: “Devemos nos amar antes de podermos amar os outros. Eu devo casar comigo antes de casar com outro”.




Nadine Schweigert - 2012
Dia 10 de abril deste ano (2012), depois de um casamento frustrado, a americana Nadine Schweigert também resolveu “casou-se consigo mesma em uma cerimônia para 45 convidados, incluindo seus três filhos, frutos do seu antigo casamento”. (http://mundoestranho.abril.com.br/blogs/contando-ninguem-acredita/para-nao-se-sentir-encalhada-mulher-casa-com-ela-mesma/).




Há um site na internet,  Barbara’s Ceremonies, que oferece, entre  seus serviços cerimoniais, o self-marriege - "casar consigo mesmo" (barbarasceremonies.com).
 
Deus, após ter criado todas as coisas e qualificá-las de “boas”, contemplou Adão solitário, então disse:

“... Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea”. Gênesis 2.18 (grifos nosso). Eis a única coisa que Ele viu que “não era bom”, a solidão humana.

O apóstolo Paulo vaticina que nos “últimos tempos” (que já estamos vivendo atualmente), alguns se desviarão (apostatarão) da fé, segundo ensinos demoníacos, proibindo entre outras coisas, o casamento (I Timóteo 4.1-5). É verdade que há pessoas que não tem “dom” para casar, conforme falou o próprio Senhor Jesus (Mateus 19.11,12), mas isso é uma exceção, não uma regra.

A Bíblia não diz que devemos “nos amar primeiro, para depois amarmos os outros”. Veja o que de fato a Palavra de Deus nos diz:

“... mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor” - Levíticos 19.18 (ARA– grifos nosso).

Vivemos num mundo, onde o homem é narcisista (amante de si mesmo), hedonista (amante só dos prazeres), relativista ( juiz de si mesmo), egoísta (só pensa em si mesmo), etc. O apóstolo Paulo também profetizou sobre essa dura realidade, que se evidenciaria nos “últimos dias” (II Timóteo 3. 1-5).

À luz da Bíblia, há coisas que não se pode fazer sozinho

Ser amigo, pois haverá a necessidade do dispêndio tempo para o cultivo da amizade (Provérbios 17.17; 27.9,17);

Ser cristão, porque precisará manter uma vida de comunhão, no convívio entre os irmãos (Gálatas 6.2; I João 2.7-11);

Ser casado, pois manter um casamento requer esforço, perdas, autonegação, e, acima de tudo, obediência a Deus (Gênesis 2.24; Mateus 19.5; Efésios 5.22-33).

Sola Scriptura!

4 comentários:

  1. Prezado Pr. Dário, grande amigo. É um prazer acessar seu blog. Tópico interessante e pertinente. Acabei de adicionar seu blog à lista dos favoritos do meu. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor, prezado amigo Ev. Daladier Lima, é um prazer e grande responsabilidade tê-lo como parceiro na blogosfera. Conto com suas sugestões e críticas. Um Abraço!

      Excluir
  2. A igreja, neste momento, precisa de homens, o tipo certo de homens, homens ousados. A igreja suspira por homens que se consideram sacrificáveis na batalha da alma, homens que não podem ser amedrontados pelas ameaças de morte, porque já morreram para as seduções deste mundo. Tais homens estarão livres das compulsões que controlam os homens mais fracos. Não serão forçados a fazer as coisas pelo constrangimento das circunstâncias; sua única compulsão virá do íntimo e do alto. Esse tipo de liberdade é necessária, se queremos ter novamente, em nossos púlpitos, pregadores cheios de poder. Esses homens livres servirão a Deus e à humanidade através de motivações elevadas demais, para serem compreendidas pelo grande número de religiosos que hoje entram e saem do santuário. Esses homens jamais tomarão decisões motivadas pelo medo, não seguirão nenhum caminho impulsionados pelo desejo de agradar, não ministrarão por causa de condições financeiras, jamais realizarão qualquer ato religioso por simples costume; nem permitirão a si mesmos serem influenciados pelo amor à publicidade ou pelo desejo por boa reputação.
    O homem livre, que aprendeu a ouvir a voz de Deus e ousou obedecê-la, sentiu o mesmo fardo moral que partiu os corações dos profetas do Antigo Testamento, esmagou a alma de nosso Senhor Jesus Cristo e arrancou abundantes lágrimas dos apóstolos. O homem livre jamais foi um tirano religioso, nem procurou exercer senhorio sobre a herança pertencente a Deus. O medo e a falta de segurança pessoal têm levado os homens a esmagarem os seus semelhantes debaixo de seus pés. Esse tipo de homem tinha algum interesse a proteger, alguma posição a assegurar; portanto, exigiu submissão de seus seguidores como garantia de sua própria segurança. Mas o homem livre, jamais; ele nada tem a proteger, nenhuma ambição a perseguir, nenhum inimigo a temer.
    Por esse motivo, o homem de Deus é alguém completamente descuidado a respeito de seu prestígio entre os homens. Se o seguirem, muito bem; caso não o sigam, ele nada perde que seja querido ao seu coração; mas, quer ele seja aceito, quer seja rejeitado, continuará amando seu povo com sincera devoção. E somente a morte pode silenciar sua terna intercessão por eles.
    Sim, se o cristianismo tem de permanecer vivo, precisa novamente de homens, o tipo certo de homens. Deverá repudiar os fracotes que não ousam falar o que precisa ser externado; precisa buscar, em oração e muita humildade, o surgimento de homens feitos da mesma qualidade dos profetas e dos antigos mártires. Deus ouvirá os clamores de seu povo, assim como Ele ouviu os clamores de Israel no Egito.
    Haverá de enviar libertação, ao enviar libertadores. É assim que Ele age entre os homens. E, quando vierem os libertadores... serão homens de Deus, homens de coragem. Terão Deus ao seu lado, porque serão cuidadosos em permanecer ao lado dEle; serão cooperadores com Cristo e instrumentos nas mãos do Espírito Santo...
    Que Deus te conserve sempre Pr. Dario, nesta envergadura espiritual de Homem de Deus !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!! Conto con suas orações, sugestões e críticas.

      Excluir