quinta-feira, 19 de abril de 2012

O Verdadeiro Evangelho - Parte 1


    Dário José

Evangelho - temos duas acepções para esta palavra:  1) a mensagem de salvação que Jesus anunciou e que os seus apóstolos propagaram, em forma de doutrina (Atos 6 2,42; Romanos 1.15,16). Evangelho, do grego ευαγγελιον  (euaggelion) - “boa notícia”, “boas novas”,  2) nome dado a cada um dos quatro primeiros livros do Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas e João, onde a vida e os ensinos de Jesus Cristo são narrados por esses quatros já citados escritores. O vocábulo evangelho aparece 103 no Nono Testamento.

     Há um "evangelho" que vem sendo pregado, ensinado, propagado em todo mundo,  mas não tem nada a ver com o verdadeiro evangelho de Cristo, é um “outro” evangelho (Gálatas 1.6,8,9). Podemos  qualificar alguns desses ensinos divorciados da sã doutrina bíblica de:  “evangelho antropocêntrico” (o homem no centro), “evangelho da prosperidade” (o homem sendo servido, nunca servindo),   “evangelho do determinismo” (o homem mandando, nunca pedindo),  “evangelho do triunfalismo” (o homem totalmente protegido, buscando a derrota dos seus “inimigos”) etc.  A letra, poesia e vídeo abaixo dizem muito em poucas palavras! 

   O Evangelho
Grupo Logos

Eu sinto verdadeiro espanto no meu coração
Em constatar que o evangelho já mudou.
Quem ontem era servo agora acha-se Senhor
E diz a Deus como Ele tem que ser ...

Mas o verdadeiro evangelho exalta a Deus
Ele é tão claro como a água que eu bebi
E não se negocia sua essência e poder
Se camuflado a excelência perderá!

Refrão
O evangelho é que desvenda os nossos olhos
E desamarra todo nó que já se fez
Porém, ninguém será liberto, sem que clame
Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis.

O evangelho mostra o homem morto em seu pecar
Sem condições de levantar-se por si só ...
A menos que, Jesus que é justo, o arranque de onde está
E o justifique, e o apresente ao Pai.

Mostra ainda a justiça de um Deus
Que é bem maior que qualquer força ou ficção
Que não seria injusto se me deixasse perecer
Mas soberano em graça me escolheu

É por isso que não posso me esquecer
Sendo seu servo, não Lhe digo o que fazer
Determinando ou marcando hora para acontecer
O que Sua vontade mostrará.

Refrão
O evangelho é que desvenda os nossos olhos
E desamarra todo nó que já se fez
Porém, ninguém será liberto, sem que clame
Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis. 

Porém, ninguém será liberto, sem que clame
Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis.




Sola Scriptura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário