quarta-feira, 20 de junho de 2012

O caminho de Deus



Dário José

Deus não negocia o seu Caminho, ou seja, não muda seu Plano Eterno. Ele diz através do profeta Isaías:

“Quando te desviares para a direita e quando desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai nele”.
Isaías 30.21 (ARA)

Esquerda e direita são extremos. O caminho de Deus é central. Os extremos são perigosos! O sábio Salomão nos diz que um justo poderá morrer tendo uma vida reta diante de Deus e um homem perverso pode ter dias prolongados, não obstante ser mau (Eclesiastes 7.15). 

Mas o rei Salomão esclarece que o justo não deve se “achar” demasiadamente justo ou santo “aos seus próprios olhos”, pois lhe trará inevitável destruição. E isso é se desviar para a direita. Na nossa compreensão rudimentar direita é sempre certo, mas não é. 

Salomão também deixa transparente que quem se torna demasiadamente perverso (ímpio) ou louco, atrai para si a morte física antecipada. Isso é se desviar para a esquerda. O temor a Deus é o princípio da sabedoria (Provérbios 1.7). A sabedoria gera equilíbrio e evita quedas (Eclesiastes 7.16-18).

Somos testados (provados) por Deus através das nossas escolhas, como foi o povo de Israel no Antigo Testamento (Juízes 2.20-23). O salmista Davi diz que o caminho do Senhor deve ser guardado. Diz também que seu caminho é proteção, tornando-se até um “escudo” para quem anda nele (II Samuel 22.22,31; Salmos 18.21,30).

O Senhor Jesus se apresenta como O Caminho que deve ser trilhado, unicamente pela Verdade, e os que “andam” nEle têm Vida (Jo 14.6)!

Sola Scripturas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário