quarta-feira, 6 de junho de 2012

Por que Deus permite os espinhos ?



Dário José

O espinho é uma saliência (protuberância) rígida, delgada e aguda, do caule ou das folhas de algumas plantas. De forma figurada, espinho pode significar dificuldade, embaraço, tormento, sofrimento. Quando se diz: “Não há rosas sem espinhos”, se quer dizer não há alegria completa; não há perfeição absoluta...

Deus poderá permitir nas nossas vidas “espinhos”, que terão propósitos específicos, servirão como um “grito” à nossa consciência! Mesmo que não os entendamos a princípio, serão “suportáveis” através da graça (II Co 12.7).

O hino abaixo (letra, música e poesia), diz tudo:

Espinhos
Grupo Logos

Senhor Jesus eu não entendo o espinho,
Mas se a cruz é o fim deste caminho,
Dá-me mais graça.
Não sou maior que meu Senhor,
Apenas servo sou,
Apenas servo e nada mais.

Se as pontas aguçadas da coroa,
Te feriram, ó Cabeça!
Eu que sou corpo,
Parte do teu corpo,
Não devo reclamar.


(CORO)
Dá-me mais graça Senhor!
Dá-me mais graça!
Passa os teus dedos nos meus olhos
Vem me consolar.
Dá-me mais graça Senhor!
Dá-me mais graça!
Faz-me em Cristo outra vez,
Ser, mais que vencedor. 

Senhor Jesus, ainda não entendo o espinho,
Mas, se o mesmo
Faz parte da tua cruz,
Eu o aceito, não sou maior
Que meu Senhor
Apenas servo sou,
Apenas servo e nada mais.

Senhor se estou por ti sendo provado,
Eu quero aprovado ser
Agora sei o que tens a dizer,
E creio nisto também,
Basta-me a graça.

Fim (faz-me em Cristo outra vez,
Faz-me em Cristo outra vez,
Faz-me em Cristo outra vez,
Ser mais que vencedor! Um ven... ce......dor, em Cristo!

Ahhhhhhhhhhhhhhh...




Sola Gratia!

Um comentário:

  1. a paz do senhor pastor, seus temas tem sido muito importante para o nosso crescimento,deus lhe abençõe por este canal de benção,pb.jose antonio, congregação celpe,um abraço.

    ResponderExcluir