quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Solidão não é isolamento




Dário José

Diferenciando solidão de isolamento

A solidão é estado de quem está desacompanhado ou só. O solitário não procura a solidão, esta ocorre por várias razões: sua postura ética tira de perto os hipócritas, sua integridade afugenta os medíocres, sua isenção amedronta os culpados.   

Se isolar é afastar-se do convívio social de “certas” pessoas, é procurar e buscar ficar sozinho. Aquele que se isola, o faz deliberadamente. Se afasta de pessoas e afasta pessoas de si. Isso ocorre, geralmente porque se tem algo a camuflar, a esconder, a ocultar.

Amigos ou acompanhantes?

Muitos reclamam por não ter amigos, mas na maioria das vezes, a razão de não tê-los é comprovada no fato de não saber administrá-los e  conservá-los.

Há líderes que não têm amigos, têm acompanhantes. Os acompanhantes apenas aglomeram, se amontoam em volta desse líder querendo as suas benesses.  Mas quando esse líder incorre em erro, não o reprovam humildemente, ao vê-lo destoando da verdade não discordam com sinceridade, ao perceber sua iminente queda, afastam-se com leviandade.

Há líderes que não tem amigos porque caminhar com eles custa resignação, ouvi-los torna-se um confronto, tê-los por perto é ato de exposição, comungar com eles à mesa, gera desconforto.  

O amigo verdadeiro caminha junto ao seu companheiro querendo sempre o seu bem.  Nunca se furtará de lhe dizer a verdade. Não busca o que o amigo tem, mas basca o amigo é. Quer vê-lo sarado, por isso aplica-lhe o “remédio” que dói.

O ímã e a lei da atração

Uma das leis mais importantes é a lei da atração. Pessoa atrai pessoa. Dizemos que os opostos se atraem, e isso pode ser observado com os imãs. Onde houver apenas as cargas opostas, se atrai. Se a carga for igual, se repele.


O líder que tem poder de “atração” é aquele que consegue conviver com “diferentes” e ao mesmo tempo atraí-los à sua visão de liderança. Esse líder pode ter momentos de solidão, ter poucos amigos, mas nunca busca o isolamento.  O líder que se isola, tem poder de “repelir”.  Só consegue conviver com os “iguais”, que só sabem dizer “sim, sim, sim”. Mas esse líder, seguindo o exemplo do ímã, nunca poderá atrair nem os ”iguais”.

Que Deus nos ajude!

Um comentário:

  1. Caro pastor, a paz do Senhor!

    Boa reflexão! Deus o abençoe!

    Em Cristo,

    JP

    www.joaopaulomsouza.blogspot.com

    ResponderExcluir