segunda-feira, 10 de junho de 2013

Um bom começo aponta para um bom final?



Dário José


Nem sempre um mau começo sinaliza um mau final. Também, um bom começo nem sempre aponta para um final de sucesso.


Jacó é um exemplo de quem começou errado, mas aproveitou a chance de mudança no meio da “jornada” e pôde terminar bem (Gênesis 27; 28; 32; 35; 49). Saul, por sua vez, começou bem, mas foi se afastando de Deus paulatinamente. Mesmo tendo a chance de restauração, preferiu seguir seu próprio caminho e o seu final foi trágico (I Samuel 9; 10; 13.8-14; 15.1-30; 28; 31).


Mas temos que esclarecer que, quando se começa mal corre se o (grande) risco de não terminar bem. Os exemplos acima são apenas exceções da regra. O adolescente Daniel começou bem (Daniel 1), e, como ancião de dias,  terminou bem (Daniel 12.8-13).


Para se terminar bem é necessário planejamento, foco, resignação, disciplina, perdas, amor à Palavra, sofrimento, altruísmo, suor, lágrimas, (às vezes, até sangue), sensibilidade, discernimento, lutar conta a própria “alma”, contra o “mundo” e contra o Diabo. Carregar a cruz, cumprir a vontade de Deus, viver por fé... Paulo que o diga, pois passou por tanto sofrimento para chegar ao fim aprovado (II Coríntios 11.16-30; II Timóteo 4.6-8).


Que Deus nos ajude. Ele sempre ajuda, quem quer ser ajudado!

2 comentários:

  1. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  2. Amados.
    Para nossa tristeza, às vezes "apostamos todas as fichas" acreditando em alguém que, com o passar do tempo, acaba por nos decepcionar. O que vale é que as atitudes destas pessoas nos mostram que 1º) são humanos (o que não justifica); e 2º) nos servem de exemplo para não incorrermos no mesmo erro.
    Por que é tão difícil começar bem e terminar bem, ou até mesmo melhor?
    AS pessoas se corrompem no trajeto da sua história e permitem que dinheiro, fama, status, posições elevadas, intelecto, e tantas outras coisas venham modificar o comportamento que antes era de uma pessoa simples e humilde.
    Quem estiver no auge da vida com tudo correndo em seu favor, nunca esqueça que esta mesma vida é igual a uma gangorra: ora estamos em cima... ora estamos em baixo. Que tenhamos a integridade tanto em baixo quanto em cima.
    Deus tudo sabe, tudo ouve e tudo vê.

    Parabéns Amado Pastor, Irmão e Amigo
    Dário José.

    ResponderExcluir