segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Não se reclama o que se consente!


Dário José

Entre os ditos populares, há o que diz “quem cala, consente”, expressando que, quando alguém não se manifesta contra uma atitude é porque concorda com ela. Desde o século XIII, este é o significado da máxima “quem cala, consente”. Presente em várias línguas, como o inglês “silence gives consent” e o espanhol “quien calla otorga”, a expressão foi cunhada pelo Papa medieval Bonifácio VIII (1294-1303), em uma das suas decretais (cartas papais em resposta a consultas populares).

O silêncio pode refletir três coisas: 1)sabedoria de quem procuram falar só na hora certa, 2)atitude omissa de quem tem o caráter maculado, 3) mudez, atitude típica dos tolos que não falam por não ter ou saber o que dizer.

Manter-se em silêncio (o tempo todo) diante de algo que “não anda bem”, fingindo que não ver e não ouve parece ser a única saída (in)sensata de quem se omite por não haver irrepreensibilidade na sua conduta. O silêncio se traduz por cumplicidade com “chegados”, amigos ou parentes, porque reclamar daquilo que se permite, seria no mínimo loucura. 

Quem consente aprova, permite, anui, concorda, dar ocasião e  torna possível todas e quaisquer  atitudes, das mais simples as mais escabrosas, nada “vendo”, nada “ouvindo” e nada “falando”.

Ninguém, que no mínimo tenha bom senso, irá esbravejar raivoso, bater no capô ou chutar o pneu do próprio carro parado numa rodovia sem combustível, simplesmente porque não o abasteceu, quando o poderia ter feito.

Mas não se assuste, há quem tenha um comportamento estranho, atípico e até incompreensível, porque o tempo TODO permite TODO tipo de atitudes de TODOS a sua volta e mesmo assim ainda reclama de TUDO o que consente. Este, diferente daquele que nada diz para não expor sua cumplicidade, vocifera visivelmente raivoso exigindo, protestando e reivindicando “solução imediata” sobre o que está errado, mesmo sabendo que TUDO resulta do seu consentimento. Pura encenação!


Nenhum comentário:

Postar um comentário